Notícias (79)

A tarde na Fundação Calouste Gulbenkian iniciou-se pela voz de Nelson Dias (In Loco) que apresentou o Mapa Cognitivo dos Territórios de Baixa Densidade.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, através das suas dez Unidades de Desenvolvimento e Intervenção de Proximidade (UDIP) tem vindo a desenvolver um projeto-piloto de Governação Integrada de base territorial.

Durante o Seminário “Territórios Vulneráveis: o desafio da governação integrada", Jorge Malheiros (IGOT-ULisboa) apresentou o Mapa Cognitivo dos Bairros Prioritários como questão complexa, evidenciando a sua duplicidade sócio-territorial, perante uma plateia de cerca de 300 pessoas. 

Na sequência do trabalho desenvolvido pelo Grupo de Trabalho da Administração Pública, coordenado pela Dra. Isabel Corte-Real, que nas suas conclusões apontou a importância de promover a formação em Governação Integrada para quadros da Administração Pública está a ser desenvolvido com o INA - Direcção Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas, uma proposta de celebração de um protocolo de cooperação.

No início da manhã, de dia 4 de junho, a Diretora do Programa de Desenvolvimento Humano da Fundação Calouste Gulbenkian, Luísa Valle, deu as boas vindas aos cerca de 300 participantes do Seminário “Territórios Vulneráveis: o desafio da governação integrada”.

O Mestrado de Intervenção Social, Inovação e Empreendedorismo, da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, dirigido pela Prof. Sílvia Ferreira, acolheu um seminário sobre "Problemas Sociais Complexos e Governação Integrada".

 Dando seguimento ao protocolo de cooperação subscrito em Setembro, entre o centro de investigação SOCIUS, do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, vai realizar-se esta semana, no dia 18 de Novembro, uma sessão de apresentação do tema "Problemas sociais complexos e governação integrada".

No âmbito do protocolo assinado no passado mês de Julho, arrancou, no dia 7 de Novembro, o curso de "Formação Avançada em Governação Integrada: Perspetivas e Estratégias para a Intervenção em Problemas Sociais Complexos". Dezoito formandos de várias instituições (Câmaras municipais, juntas de freguesia, empresas, fundações, projetos de intervenção social,...) vão fazer um percurso de 85 horas, até final de Fevereiro, na Faculdade de Ciências Humanas, da Católica, em Lisboa.

Para memória futura sobre a Conferência Internacional "Problemas Sociais Complexos: Desafios e Respostas" que teve lugar em julho de 2014, deixamos os links com os principais destaques noticiosos:

A primeira opção específica de formação avançada em “Problemas sociais complexos e governação integrada” está a ser preparada pela Faculdade de Ciências Humanas, da Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, com arranque previsto para Outubro de 2014.

 

Pág. 4 de 6