Forum para a Governação Integrada

Porto arranca com Conferência "Governação Integrada"

Cerca de 120 pessoas rumaram ao Campus da Foz da Universidade Católica do Porto para debater e ouvir falar sobre Governação Integrada e Problemas Complexos, hoje dia 14 de julho.

Durante a sessão de abertura da conferência, Manuel Afonso Vaz (Presidente do Centro Regional da UCP Porto) saudou os presentes na qualidade de anfitrião. Rui Marques (Secretário Executivo do Forum GovInt) descreveu os conceitos de governação integrada e problemas sociais complexos. E sublinhou ser necessário "construir, manter e desenvolver relações interorganizações de colaboração para gerir problemas sociais complexos com maior eficácia e eficiência".

O evento foi organizado pelo Forum GovInt e pela Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica Portuguesa (ATES). Lurdes Queirós (CM Matosinhos), António Fernando Moreira (CM Porto) e Valentim Miranda (CM Gaia) foram unânimes em reconhecer, na sessão de abertura, a governação integrada como uma mais valia para os seus municípios. Saudaram o trabalho em equipa e a abertura da governação integrada para o "fazer juntos", na gestão de problemas sociais complexos. Os representantes das autarquias de Matosinhos, Porto e Vila Nova de Gaia demostraram agrado em associar-se a esta iniciativa que promove a construção de pontes, por vezes com modelos institucionais mais inflexíveis.

 

IMG 9455

O primeiro painel do dia explorou os conceitos de Problemas Complexos e a Governação Integrada numa dimensão multissectorial, nas áreas da educação e formação, na intervenção social e na saúde pelos especialistas, Joaquim Machado (Fac. Ed. Psico. UCP Porto), Américo Mendes (Área Transv. Econ. Social – UCP Porto) e Berta Nunes (Presidente da CM Alfândega da Fé). Este painel foi moderado por Cristina Parente (Fac. Letras - Univ. Porto) .


Governação integrada: experiências e desafios foi a temática do último painel da manhã que deu a conhecer casos concretos e ações concertadas, na óptica da Governação Integrada. Ana Santos (Presidente CPCJ de Vila Nova de Gaia Sul) falou do modelo de atuação da CPCJ enquanto boa-prática de governação integrada, Lurdes Queirós (Rede Social Matosinhos; Vereadora de Ação Social e Saúde da CM Matosinhos) apresentou o modo de atuação integrado da rede social do seu município. O orador Daniel Couto (Presidente da Gaiurb) relatou uma experiência de projeto de governação integrada a nível internacional e Fátima Pinto (Coordenadora da ELI Porto Ocidental) falou do sistema nacional de intervenção precoce na infância no qual são concertados esforços de três ministérios. O painel das boas-práticas foi moderado por Filipe Teles (Univ. Aveiro).

                                                                                                                                                                                               CONTINUAÇÃO

Membros